Igreja

QUEM SOMOS

Ecclesia Reformata, semper reformanda

O anglicanismo, mesmo afirmando a licitude de conviver com diferenças quanto a questões secundárias, de forma ou acidentais, sempre foi um ramo da igreja de Cristo que definiu, se comprometeu e ensinou um sólido Corpo Doutrinário, consoante com a Bíblia e a Tradição Apostólica.

Somos, portanto, um ramo da Igreja de Jesus Cristo com dois milênios de Tradição, juntamente com outros ramos do cristianismo que se vinculam a essas mesmas bases, e com eles compartilhamos da catolicidade da igreja.

Somos, também, resultado da Reforma Protestante do século XVI. Não negamos que os ramos não Reformados (no Oriente e no ocidente) sejam expressões genuínas do corpo de Cristo, mas rejeitamos as inovações doutrinárias que se afastam da igreja primitiva e/ou se chocam com o ensino da Sagrada Escritura.

Compartilhamos com os ramos Reformados em nossa ênfase absolutamente cristocêntrica: a salvação unicamente pela graça, mediante a fé somente e a ênfase na autoridade suprema das Sagradas Escrituras.

Os nossos 39 Artigos da Religião tem muito a ver com as pautas doutrinárias convergentes das diversas Confissões de Fé das Igrejas Reformadas, o mesmo se diga da nossa liturgia.

A edição de 1662 (bem como a de 1552) do Livro de Oração Comum (LOC), como padrão doutrinário e litúrgico, é uma expressão e garantia do nosso caráter reformado. Somos protestantes, não como criadores de uma nova fé, mas como reformadores, purificadores e revitalizadores da fé católica e apostólica.

A Igreja Anglicana Reformada é parte da Igreja Una, Santa, Católica e Apostólica de Cristo. O anglicanismo reformado está presente em Santa Cruz do Capibaribe desde 2011.

As igrejas anglicanas Reformadas defendem e proclamam a fé católica e apostólica nas Escrituras e interpretada à luz da tradição apostólica. Em obediência aos ensinos de Jesus, as igrejas são comissionadas para proclamar as boas novas do Evangelho para toda criatura. A fé, a ordem e prática estão expressos no Livro de Oração Comum, nos ordinais dos séculos XVI e XVII e mais resumidamente no Quadrilátero de Lambeth, aprovado pela conferência de Lambeth de 1888. Este documento definiu como elementos essenciais de fé e ordem para a busca da unidade cristã:

 

1. Bíblia Sagrada – Acreditamos que as Sagradas Escrituras contêm toda revelação necessária para que a humanidade alcance vida plena. Toda nossa doutrina e liturgia sustentam-se na Bíblia Sagrada.

 

2. Os Credos Apostólicos e Niceno – Escritos no tempo da igreja indivisa, constituem a confissão normativa da fé católica que preservamos ainda hoje.

3. Os Sacramentos – A Igreja Anglicana é uma igreja sacramental. Professamos o Santo Batismo e a Santa Eucaristia como legítimos sacramentos diretamente ordenados por Cristo e instrumentos da graça salvífica de Deus.

4. Episcopado histórico – Professamos que a autoridade transmitida por Cristo aos apóstolos e esses aos seus sucessores (incluindo nossos bispos) é, ao mesmo tempo, garantia e expressão da catolicidade e apostolicidade da Igreja.